Título: Irmão Negro
Autora: Walcyr Carrasco
Editora: Moderna
Páginas: 80
Ano: 2003


Sinopse: Em Irmão negro , o narrador da história, Léo, é filho único e sempre desejou ter irmãos. Quando sua mãe recebe uma carta, fica chocada ao saber que sua irmã faleceu e deixou um filho, Sérgio, que está abandonado, vivendo nas ruas. A mãe de Léo viaja para Salvador e de lá traz seu primo, que deverá ser incorporado à família como irmão de Léo. Sérgio é negro e a convivência se mostra difícil - o menino é faminto e calado. Assusta-se com facilidade. Desconhece vida de classe média. É discriminado pelos amigos de Léo e sofre o preconceito quando sai a passear com ele. O menino negro possui também um segredo. Só quando Léo consegue descobrir seu afeto pelo irmão negro o mistério é revelado. Assim, aos poucos, Léo aprende a enfrentar as dificuldades causadas pelo preconceito e ajuda seu irmão a se integrar com outras crianças e amigos.
Diferente de outros livros, a capa desse não foi o que me chamou a atenção e sim o título. E também o autor. Quem nunca assistiu uma novela escrita pelo Walcyr Carrasco né? Você pode até não se lembrar mas em algum momento da sua vida, você parou pra assistir O Cravo e a Rosa, Chocolate com Pimenta, Caras & Bocas, e muitos outros sucessos que não dá pra ficar listando. Mas não estou aqui pra falar do Walcyr autor de novelas e sim do autor de livros.
Nunca tive contato com um livro do Walcyr antes. Claro que já assisti muitas novelas escritas por ele mas quando se trata de um livro, a experiência é diferente.

Léo é filho único e seu maior sonho é ter um irmão, mas sua mãe não podia ter mais filhos. Certo dia, o primo totalmente desconhecido, aparece na vida do menino. Mas não é um primo qualquer. Órfão, abandonado e vivendo sozinho nas ruas de Salvador, é assim que vivia Sérgio. Até que a mãe de Léo viaja pra Salvador e traz o menino para morar com a família. Assim que a vida do filho único muda drasticamente.
O quarto agora tem que ser compartilhado, os gastos terão que ser diminuídos, os presentes e regalias não virão com frequência. Mas o que deixou Léo mais chocado foi o fato de seu primo ser negro, já que ninguém na sua família tem a mesma aparência de Sérgio.
A partir daquele dia não só a vida de todo mundo ia mudar mas a sociedade ia mostrar a outra face que Léo ainda não conhecia. O preconceito.

"Quando alguém vê um preto ou mulato, já vai pensando que é pobre, que é filho da empregada. Aliás, porque a empregada ou o filho têm que tomar elevador diferente? Não é gente, como todo mundo? Até aquele dia, nunca tinha refletido sobre o assunto. Talvez agisse da mesma maneira, sem perceber."

Sérgio é muito calado, se assusta com facilidade e não sabe como é viver nesse novo mundo que foi lhe apresentado. Por isso, Léo decide enturmar o menino com os seus amigos, mas a convivência não se torna agradável já que os amigos de Léo discriminam seu primo.
É em torno das dificuldades causadas pelo preconceito e um segredo que Sérgio esconde, que a história é apresentada. Você acompanha não só a revelação do segredo mas também o amadurecimento de todos os personagens envolvido ao menino negro.
O livro é curto então dá pra ler em poucas horas e a escrita do Walcyr é uma delícia.
É uma história linda que me deixou bastante emocionada.


20 Comentários

  1. Vou fazer uma prova sobre esse livro me ajudou muito essa resenha

    ResponderExcluir
  2. Vou fazer uma prova sobre esse livro me ajudou muito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também tenho prova da desgraça de redação

      Excluir
    2. Tenho que gazer um resumo e não li o livro, entao nada mlr do que o Google pra ajudar, né?

      Excluir
  3. Respostas
    1. Se cria vergonha na sua cara,se toma um decumento e vai se procurar um trabalhar!5$ comprar alimento

      Excluir
  4. essa resenha me ajudou mt valeu

    (terei de fazer uma ,essa me ajudou como inspiração)

    ResponderExcluir
  5. mano obr mesmo vou ter que fazer uma peça desse livro obr

    ResponderExcluir
  6. ai mainha ai painho ,não beja mainha não que ela ta de haides

    ResponderExcluir